Ministro Alexandre de Moraes manda soltar Mauro Cid

Por Redação em 03/05/2024 às 15:26:15
Foto: CNN Brasil

Foto: CNN Brasil

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta sexta-feira (3) a soltura do tenente-coronel do Exército Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro.

Cid est√° preso no Batalhão da Pol√≠cia do Exército, em Bras√≠lia, desde março deste ano, quando foi preso ao prestar depoimento ao Supremo. Na época, a revista Veja publicou √°udios em que o militar criticou a atuação de Moraes e da Pol√≠cia Federal.

O ex-ajudante de ordens assinou acordo de colaboração premiada após ter sido preso no âmbito do inquérito que apura fraudes em certificados de vacinação contra covid-19.

Além do caso referente às vacinas, Cid cooperou também com o inquérito sobre uma tentativa de golpe de Estado que teria sido elaborada no alto escalão do governo Bolsonaro.

Na mesma decisão, Moraes decidiu manter a validade do acordo de delação assinado por Mauro Cid. Os termos j√° haviam sido confirmados pelo militar durante a audi√™ncia na qual ele foi preso.

"Consideradas as informações prestadas em audi√™ncia nesta Suprema Corte, bem como os elementos de prova obtidos a partir da realização de busca e apreensão, não se verifica a exist√™ncia de qualquer óbice à manutenção do acordo de colaboração premiada nestes autos", decidiu o ministro.

Matéria ampliada às 15h02

Fonte: Agência Brasil

Comunicar erro
ALMT- Fiscalizar